NEGRO NA LITERATURA BRASILEIRA: CONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPOS HISTORICAMENTE MARCADOS

Conteúdo do artigo principal

Jerônimo Cavalcante Dantas da Silva

Resumo

Esse artigo tem como objetivo analisar o percurso de construção de personagens negras na literatura brasileira a partir de estereótipos historicamente marcados. A Fundamentação Teórica baseia-se nos estudos sobre a Teoria da Literatura e a História da Educação sob um viés interdisciplinar. A Metodologia é do tipo Documental, partindo do pressuposto de que os fragmentos analisados, extraídos de obras literárias nacionais consagradas, marcam um comportamento do negro já bastante presente nos escritos literários no Brasil. A abordagem é qualitativa em razão do caráter subjetivo e interpretativista com o qual os fragmentos são tratados. Os dados revelam a tentativa de perpetuação da imagem do negro submisso e vitimizado, resumido à execução de trabalhos domésticos.

Detalhes do artigo

Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Jerônimo Cavalcante Dantas da Silva, Faculdade Católica Dom Orione

Mestre em Ciências da Educação pela Faculdade São Gabriel (FSG). Professor da Universidade do Estado do Pará (UEPA). 

Referências

ARROYO, M. G. Currículo: Território em disputa. 5ª ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2013.

BORTONI-RICARDO, S. M. O professor pesquisador: Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

CELLARD, A. A Análise Documental. In: POUPART, J.; DESLAURIERS, J. P; GROULX, L. H.; LAPERRIÈRE, A.; MAYER, R.; PIRES, A. P. A Pesquisa Qualitativa: Enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008.

FONTENELLE, Z. V.; CAVLACANTE, M. P. Práticas Docentes no Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, nº 1, 2020. p. 204-249.

FREDERICO, C. O Multiculturalismo e a Dialética do Universal e do Particular. Estudos Avançados, v. 30, nº 87, 2016. p. 237-254.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GOMES-PEREIRA, B. Relacionando Língua e Cultura no Documentário Língua: Vidas em Português. Revista Memento, v. 4, nº 1, 2013. p. 1-14.

GOMES-PEREIRA, B.; LIMA, B. Q.; FRANCO, I. dos S. B. (orgs). Língua e Literatura: Interfaces com o ensino. Pará de Minas: Virtual Books, 2015.

HANKS, W. F. Língua como Prática Social: Das relações entre língua, cultura e sociedade a partir de Bourdieu e Bakhtin. São Paulo/SP: Cortez, 2008.

MOISÉS, M. A Literatura Brasileira através dos Textos. São Paulo: Cultrix, 1997.

MOISÉS, M. História da Literatura Brasileira. São Paulo: Cultrix, 1995.

OLIVEN, R. G. Cultura e Modernidade no Brasil. São Paulo em Perspectiva, v. 15, nº 2, 2001. p. 03-12.

PEREIRA, M. E. et al. Estereótipos e Essencialização de Brancos e Negros: Um estudo comparativo. Psicologia & Sociedade, v. 23, nº, 2011. p. 144-153.

SÁ-SILVA, J. R. et al. Pesquisa Documental: Pistas teóricas e metodológicas. In.: Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, Ano I, n. I. 2009.

SILVA, T. T. da. Currículo como Fetiche: A poética e a política do texto curricular. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

SILVA, V. M. de A. e. Teoria da Literatura. Coimbra: Livraria Almedina, 1993.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: A pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.