CIDADEANIA NO CONTEXTO DA POBREZA: PERSPECTIVAS PARA PENSAR O CURRÍCULO ESCOLAR

Conteúdo do artigo principal

Davi Pereira Gomes
Márcio Araujo de Melo

Resumo

Neste texto vamos pensar  algumas contribuições para o  currículo escolar, a partir das reflexões sobre o conceito de Pobreza, Educação e Cidadania. Para tanto, vamos acolher as reflexões que as leituras  nos proporcionou durante a realização do curso de Aperfeiçoamento em Educação, Pobreza e Desigualdade Social, ofertado pela Universidade Federal do Tocantis (2018-2019). Pensaremos como é consolidado o processo do exercício da cidadania e como a escola e o processo educacional  pode contribuir para como afirma Paulo Freire (2011), em seu livro Pedagogia do Oprimido, o processo de humanização é (des)humanização dos sujeitos. Este texto é de cunho bibliográfico, e  o objetivo é apresentar uma discussão sobre os camainhos que currículo escolar pode percorrer para entender os sujeitos, suas contribuições para o currículo e seu lugar de fala na sociedade e no exercício de sua cidadania.

Detalhes do artigo

Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Davi Pereira Gomes, UFT

Mestrando do Programa de pós-graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura (PPGL) pela Universidade Federal do Tocantins (UFT) . 

Márcio Araujo de Melo

[1] Professor Adjunto II da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura. Professor do ProfLetras. Membro do GT/Anpoll Literatura e ensino. 

Referências

ARROYO, Miguel Gonzalez; SILVA, Maurício Roberto. (Org.). Trabalho-infância. Petrópolis: Vozes, 2014.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Os coletivos empobrecidos repolitizam os currículos. In. SACRISTÁN, José Gimeno (Org). Saberes e Incertezas sobre o Currículo. Porto Alegre: Penso, 2013.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Corpos precarizados que interrogam nossa ética profissional. In: ARROYO, Miguel Gonzales; SILVA,Maurício Roberto. (Org.). Corpo-infância: exercícios tensos de ser criança; por outras pedagogias dos corpos. Petrópolis: Vozes, 2012. p. 23-54.

FREIRE,Paulo.Educação como Prática de Liberdade. 50.ed.São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE,Paulo.Pedagogia do Oprimido. 50.ed.São Paulo: Paz e Terra, 2011.

SACRISTÁN, José Gimeno (Org.). Saberes e incertezas do currículo. Porto Alegre: Penso, 2013.

LEÃO REGO,Walquíria D.; PIRESF. Dossiê 10 anos do programa bolsa família: Autonomia. Revista de ciências Sociais, João pessoa, n. 38, p. 13-19, abril de 2013.

SANTOS, Boaventura de Souza; MENEZES, Maria Paula. (Org.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2009.