O PCdoB E A GUERRILHA DO ARAGUAIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E PRÁXIS POLÍTICAS

Conteúdo do artigo principal

César Alessandro Sagrillo Figueiredo

Resumo

A fundação do partido comunista na seara brasileira tem sua gênese em 1922. Realçamos que o partido nasce com o nome de Partido Comunista do Brasil e institucionaliza-se com a sigla PCB; sendo que mantém a sua unidade até o início da década de 60. Tal fissura geraria uma cisão oponente que decide refundar o Partido Comunista do Brasil, em 1962, passando a adotar a sigla PCdoB. A partir deste quadro, o artigo possui como objetivo principal examinar as motivações da linha tático-estratégica maoísta aplicada pelo PCdoB no início dos anos 60 até nos anos 70 com o advento da Guerrilha do Araguaia (1972-1975). No tocante aos resultados verificamos que a recepção do maoísmo no Brasil fora fruto das divergências dos anos 60 no seio do marxismo, bem como da influência das diretrizes de Mao Tse Tung diretamente na política partidária.

Detalhes do artigo

Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

César Alessandro Sagrillo Figueiredo, UFT

Doutor em Ciências Políticas. Docente da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Tocantinópolis. Realizou estágio pós-doutoral em semiótica (UFT). Membro do GESTO (Grupo de Estudos do Sentido – Tocantins). Desenvolve pesquisas relativas à literatura de testemunho.

Referências

AARAO REIS FILHO, Daniel. O maoísmo e a trajetória da esquerda brasileira. In: AARAO REIS FILHO, Daniel & QUARTIM, João (Orgs). História do Marxismo no Brasil. O Impacto das Revoluções. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1991. V 1, p. 105-132.

AARAO REIS FILHO, Daniel. Entre Reforma e Revolução: A trajetória do partido Comunista no Brasil entre 1943 e 1964. In: RIDENTI, Marcelo & AARÃO REIS FILHO, Daniel. (Orgs). História do Marxismo no Brasil. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2002. V 5, p. 73-108.

AGOSTI, Aldo. As correntes constitutivas do movimento comunista internacional. In: HOBSBAWM, Eric (Org). História do marxismo - O marxismo na época da terceira internacional: da Internacional Comunista de 1919 às frentes populares. v. 4, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988, p. 45-82.

AMAZONAS, João. 30 de anos de confronto ideológicos. São Paulo: Ed. Anita Garibaldi,

ARANTES, Aldo & LIMA, Haroldo. História da ação popular da JUC ao PC do B. São Paulo: Alfa-Ômega, 1984.

CARONE, Edgar. O P.C.B (1943-1964) Volume II. São Paulo: Ed. Difel, 1982a

CARONE, Edgar. O P.C.B (1943-1964) Volume II. São Paulo: Ed. Difel, 1982b

CHILCOTE, Ronald H. O Partido Comunista Brasileiro: conflito e integração. Rio de Janeiro: Ed. Graal, 1982

GASPARI, Elio. A ditadura escancarada. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

GORENDER, Jacob. Combate nas Trevas. A esquerda brasileira: Das ilusões perdidas à Luta Armada. São Paulo: Editora Ática, 1987.

KINZO, Maria D`Alva Gil. Oposição e Autoritarismo: gênese e trajetória do MDB – 1966/1979. São Paulo: Editora Vértice, 1988.

PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL. Documentos históricos: In.: Em defesa dos trabalhadores e do povo brasileiro. São Paulo: Ed. Anita Garibaldi, 2000.

PORTELA, Fernando. Guerra de guerrilhas no Brasil. São Paulo: Global, 1980.

PRESTES, Anita. Da Declaração de Março de 1958 à renúncia de Jânio Quadros: as vicissitudes do PCB na luta por um governo nacionalista e democrático. Crítica Marxista, n.32, p.147-174, 2011.

PRESTES, Luis Carlos. O problema da terra e a constituinte de 1946. In.: Problemas atuais da democracia. Rio de janeiro: Editora Vitória, S/D

RIDENTI, Marcelo. Ação Popular: Cristianismo e Marxismo. In: RIDENTI, Marcelo & AARÃO REIS FILHO, Daniel. (Orgs). História do Marxismo no Brasil. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2002. V 5, p. 227-302.

SALES, Jean Rodrigues. PC do B conta a sua história: tradição, memória

e identidade política. Diálogos, DHI/UEM, v. 6. p. 155-171, 2002

SANTOS, Raimundo. Crise e pensamento moderno no PCB dos anos 50. In: AARAO REIS FILHO, Daniel & QUARTIM, João. História do Marxismo no Brasil. O Impacto das Revoluções. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1991. V 1. p. 133-156.

SEGATTO, José Antônio. Reforma e revolução: as vicissitudes políticas do PCB, 1954-

Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1995.

SILVA, Antonio Ozaí da. História das tendências no Brasil: origens, cisões e propostas. 2 Edição (revisada e ampliada). São Paulo: Proposta Editorial, s/d.

WERNECK VIANNA, Luiz. Questão Nacional e democracia: O ocidente incompleto do

PCB. Série Estudos. Rio de Janeiro: IUPERJ, 1988.